Publicado em

Já é hora de pensar nos impressos para a Páscoa

Já pensou nos seus impressos para a Páscoa?

O Carnaval já terminou, o que significa que todos os envolvidos com comércio já estão pensando na Páscoa. A celebração cristão é a próxima grande data comemorativa do ano, 40 dias após a maior festa de rua do mundo. E em 2018 vai cair no dia 1º de abril – a Sexta da Paixão será em 30 de março. Então já está mais do que na hora de pensar em divulgação para que seu negócio não fique atrás da concorrência no período.

Impressos para a Páscoa

Estudos apontam que a maior parte das compras feitas para a Páscoa acontecem na semana anterior e no próprio fim de semana da data. E os números são muito promissores para quem trabalha com varejo: são mais de 60% dos brasileiros, ou cerca de 130 milhões de pessoas, que possuem o hábito de comprar chocolates nesse período.  E o país é o que mais consome o doce no mundo, com dois quilos e meio por pessoa todo ano. Não é pouca coisa.

Para melhorar, todos os setores de varejo e comércio apresentam aumento de vendas no período que antecede a Páscoa – em quase 6% algumas vezes. Então é sempre bom se preparar e aproveitar também a data para incrementar os lucros no seu negócio. Para isso, nada melhor que uma campanha de marketing com impressos focados na celebração do Coelhinho.

Panfletos

Para comerciantes de todos os tipos, os panfletos são os impressos mais versáteis que existem. Eles podem ser usados para os mais diferentes fins: desde a inserção ou reforço de marca, até a divulgação de promoções e produtos. Embora se veja grande crescimento na venda de ovos de Páscoa, peixes e frutos do mar, artigos religiosos, bebidas e outros itens no período, não dá para esquecer que a concorrência também aumenta. Então é sempre bom divulgar o que você está oferecendo, destacando ofertas especiais para a data. E focando em um design e identidade visual coerentes com o período nos impressos para a Páscoa.

Tablóides

Já os supermercados, redes de varejo ou pequenos mercadinhos locais também precisam trabalhar a comunicação para captar sua fatia do bolo da Páscoa nas vendas. Para quem lida diretamente com o setor varejista, os tablóides são a opções mais usada para divulgar promoções e produtos em qualquer época – e não é diferente com a data. Vale a pena colocar em destaque as ofertas pascoais e os itens mais procurados, como chocolates e frutos do mar. Em geral, as pessoas realizam grandes almoços na Sexta-Feira Santa e no Domingo de Ramos, então muita gente vai aos mercados comprar o que precisa.

Embalagens

Não deixe também de incrementar suas embalagens para a Páscoa. Temas religiosos são os mais comuns, assim como aqueles relacionados a chocolate ou a coelhos – os maiores símbolos da data. É importante mostrar ao público que você trabalha sua comunicação visual com carinho para as comemorações do ano, e pensar em uma embalagem especial para cada uma delas é uma bela maneira de demonstrar isso.

E mais: basta ser criativo

Todos os outros tipos de material podem ser usados e/ou adaptados como impressos para a Páscoa. Banners, flyers, papel-bandeja, envelopes, etiquetas, cartões, livretos, tags, folders… o importante é saber trabalhar a temática e se comunicar de maneira adequada para que o seu negócio também aproveite o momento!

E você acha que já está tarde para desenvolver e encomendar seus impressos? A MediaTall entrega em até 24 horas para você, venha nos conhecer!

Publicado em

Você sabe o que é o papel couché?

Um dos tipos de papel mais usado para impressões gráficas de materiais promocionais, o papel couché ainda levanta dúvidas na cabeça de muita gente que está começando no assunto. E a sua primeira definição é bastante simples de fazer: couché é um verbo no particípio passado que vem do francês, e significa ‘aplicar uma camada’, em tradução livre para o nosso idioma. Mas como isso se traduz na prática na hora de imprimir?

O que é o couché

O papel couché é um papel comum usado como base, como o offset de impressões normais, que ganha o revestimento de uma camada de compostos aditivos – os principais são o carbono de cálcio, o látex e o caulim (minério muito comum no Brasil), mas existem outros na mistura aplicada. Tudo com o objetivo de proteger o material e tornar o papel mais resistente e liso. Assim, a durabilidade do impresso aumenta bastante em relação a outros tipos de folha, pois absorve menos tinta. Com mais qualidade, é mais indicado para exibir melhor pequenos detalhes.

Outro resultado que o papel couché oferece é a sofisticação. Ele parece naturalmente mais elegante que papeis comuns, e por isso mesmo acaba sendo muito escolhido pela clientela na hora de produzir um panfleto, banner ou folder: é mais vistoso, e com bom custo-benefício para qualquer campanha de marketing (apenas um pouco mais caro que os offset comuns). Revistas e livros também costumam usar o couché para reproduzir melhor as letras e imagens.

Esses todos, em geral, são o chamado couché L2, já que o revestimento é feito de ambos os lados da folha. Já o couché L1, em que apenas um lado é revestido, é mais usado para embalagens e rótulos – além de outros materiais impressos em que apenas a parte da frente fica exibida ao público. Afora esses dois tipos, ambos brilhantes, ainda existe o couché L2 matte, em que é aplicada uma camada especial com o objetivo de trazer efeito fosco ao impresso.

Outros detalhes

Geralmente, a gramatura para o papel couché varia entre 90 e 300 g/m². Quanto menor, mais fino é o material, e a escolha depende do uso. As gramaturas mais pesadas costumam ser escolhidas para cartões de visita, convites e outros impressos que precisam ser mais resistentes. Já os folhetos e outros impressos promocionais, por serem feitos em maior escala para campanhas, usam gramaturas mais leves – não precisam durar tanto, apenas o suficiente para transmitir uma mensagem temporária ao público.

Com suas folhas mais lisas e brilhantes e as cores mais vivas, o couché realmente é a melhor escolha para uso no marketing. Fica mais fácil de captar a atenção de quem recebe o material na rua e mostra-se mais preocupação com a qualidade quando não se usa um simples papel offset.

Para finalizar a campanha, saber escolher a gráfica para a impressão também faz toda a diferença. É essencial trabalhar com uma empresa de confiança, que vá ajudá-lo em todas as etapas e garantir a melhor qualidade no resultado final.

Venha conhecer a MediaTall, a gráfica que entre o seu material em papel couché em até 24 horas!

Publicado em

Dicas práticas para criar seu Flyer ou Panfleto

Apostar em uma campanha com uso de impressos para divulgação de marca, produtos ou serviços pode render ótimos resultados a qualquer empresa. Embora seja mais costumeiramente usado pelo setor de comércio, esse tipo de comunicação apresenta bons resultados se feita da maneira correta – e distribuída nos locais adequados ao seu público.

Entre os materiais mais procurados estão o flyer ou o panfleto. Costumam ter a preferência de empresários justamente pelo excelente custo-benefício que possuem, exigindo pouco investimento e podendo gerar retorno satisfatório – mas, novamente, precisa ser tudo feito corretamente. E criar um impresso do tipo não é tão difícil quanto pode parecer.

Em um flyer ou panfleto é possível comunicar todas as informações desejadas, de acordo com os seus objetivos, e ser visto por muita gente. Com planejamento, organização e certeza do que quer, é possível ver os resultados aparecendo rapidamente. E para fazer o seu, fique de olho em algumas dicas práticas.

Escolhendo o material

Primeiramente é preciso entender as diferenças entre flyer e panfleto. O flyer é um material de dimensões pequenas, geralmente com menos informação e mais direto no assunto que deseja tratar. Para chamar atenção, aposta em cores vibrantes, imagens atraentes e textos chamativos. Ele é ideal para rápida disseminação de eventos, mas também é muito usado na divulgação de produtos e serviços.

Já o panfleto – ou folheto – é um impresso também de uma só folha, que pode ser aproveitado em frente e verso e com tamanho maior. Por isso, pode receber mais informação, mas ainda precisa ser bem claro e direto no que deseja transmitir para prender a atenção do leitor. Como tem mais espaço, pode ser melhor trabalhado na campanha.

As cores

O uso correto das cores é fundamental para chamar a atenção para o seu impresso. Nunca é demais lembrar que lançar mão de muitos tons diferentes – ou tons muito vibrantes conflitando – gera excesso de informação no material e atrapalha a leitura. Outro ponto importante é tentar manter a paleta sempre dentro da sua identidade visual: assim, o leitor se acostuma com certas cores relativas à marca e passa a associar elas a você.

As informações

Além das cores, é importante pensar em como vai distribuir as informações no impresso – seja ele um flyer ou panfleto. É fundamental desenvolver um texto curto, claro e direto, evitando coisas desnecessárias. Lembre-se de colocar seus dados de contato como endereço, site ou redes sociais. Deixe em evidência o que for mais importante – em fonte maior, em negrito, com uma cor diferente ou como quiser. A escolha da tipografia também pode fazer a diferença, e tente se ater a não mais que três. Cuidado também com as imagens, prezando sempre por uma alta resolução para maior qualidade.

O papel

Por fim, saber escolher o papel ideal para o seu impresso de campanha também faz a diferença para o sucesso dela. Papeis distintos trazem resultados distintos na hora da impressão, e uma decisão errada pode afetar negativamente a qualidade do material. O ponto principal é a gramatura: quanto menor, mais leve e, assim, também mais fácil de estragar ou rasgar. Gramaturas mais pesadas, porém, costumam aparecer apenas em cartões, nunca em panfletos ou flyers.

O último fator determinante para o sucesso da sua campanha com impressos é a escolha da gráfica. Procure sempre uma de confiança, que garanta a qualidade e o ajude também com dicas para que tudo saia como o planejado.

Venha conhecer a MediaTall, a gráfica que imprime em até 24 horas para você!

Publicado em

Sugestão para Acabamentos: saiba como escolher o ideal

Nem todo mundo está acostumado com o conceito de acabamento no meio gráfico. Na hora de definir como deseja a finalização de seu material impresso, muitos são pegos de surpresa e não sabem o que fazer. Mas a verdade é que os acabamentos são partes fundamentais de qualquer arte e podem fazer a diferença de uma campanha.

Qualquer peça recebe um acabamento antes de ser entregue. Existem os mais simples e conhecidos, como a envernização e a laminação, e outros mais sofisticados – como o hot stamping e o alto ou baixo relevo. Seja como for, o objetivo é diferenciar o material e/ou dar ênfase a algum ponto específico dele. Deixá-lo mais bonito e elegante é a consequência final.

Para tirar todas as dúvidas e ajudá-lo a escolher sempre o acabamento mais adequado para o que você procura, preparamos esse guia sobre cada um dos principais. Confira.

Verniz

O verniz é usado para melhorar a aparência do impresso e dar mais brilho a ele. Naturalmente, o tratamento deixa o material mais brilhoso, elegante e sofisticado. A envernização também realça as cores e traz maior credibilidade – pois não fica parecendo um trabalho amador ou feito sem cuidado.

O uso de envernização ocorre mais em cartões de visita, mas também pode ser usado com sucesso em flyers ou panfletos. Outro detalhe importante: a aplicação do verniz pode ser feita em toda a área ou apenas em um pedaço específico, valorizando essa parte que foi envernizada em relação ao resto.

Laminação

A laminação é outro acabamento que dá ao impresso sutil efeito fosco de refinamento, mas com mais sobriedade que um material brilhoso.  A aplicação é feita pela gráfica com aplicação de calor, dando uma aparência de elegância crua ao flyer ou panfleto. É ideal também para cartões de visita.

O tratamento com laminação ainda deixa o impresso mais forte e resistente. No entanto, não é qualquer tipo de papel que pode receber esse acabamento, então não deixe de entrar em contato com o profissional que vai imprimir seu material para ter certeza que o resultado sairá como desejado.

Relevo

Ainda no grupo de boas soluções de acabamento para sofisticar a sua campanha de marketing com impressos está o relevo. A aplicação de alto ou baixo relevo no material definitivamente apresenta um diferencial ao olhar do público, mostrando ao menos que o empresário investiu para fazer algo atraente e de boa apresentação. Apesar de ser elegante, é discreto e ideal para passar uma imagem de sobriedade.

O relevo pode ser aplicado em papeis com gramatura acima de 180 gramas. Embora seja mais encontrado em cartões de visita, também pode ser usado no seu flyer ou panfleto, contanto que com moderação e uma ideia bem pensada – para destacar determinado ponto ou informação do impresso.

Hot stamping

O hot stamping é aquele efeito metal que uma imagem ou fonte pode receber no impresso – muito comum em cadernos, por exemplo. A camada metalizada é fixada no material através da pressão em uma fita, derretendo o pedaço escolhido para aplicação e deixando ali a aparência diferente.

Não costuma ser aplicado em todo o impresso, justamente por ser bastante ousado e chamativo – sendo mais indicado para apenas algumas partes que se pretende destacar. Se feito da maneira correta, o hot stamping também pode dar uma sensação de elegância, mas cuidado: o excesso traz a imagem contrária, podendo ficar brega aos olhos do leitor.

***
Escolher o acabamento para impressos ideal em seu flyer ou panfleto pode ser uma decisão difícil. Pense bem no que deseja comunicar e atente para não ter excesso de informação no material – com cores, imagens e acabamentos “brigando por atenção”.

Após definir o que quer, chega a hora de pensar em onde vai imprimir. A MediaTall entrega em até 24 horas para você e contribui com todas as dicas que precisar para ter o resultado que espera. Venha nos conhecer!

Publicado em

5 Sites úteis para criar você mesmo seus Flyers e Panfletos

Apesar de todo o foco que vem recebendo o marketing digital como forma de divulgação de negócios hoje em dia, as campanhas com materiais impressos ainda possuem muita relevância. Flyers e panfletos são excelentes formas de se comunicar com o público de uma determinada área e mostrar o que você tem a oferecer, destacando preços e promoções.

Como nem todo empresário tem o orçamento necessário para contratar alguém que desenhe seus flyers e panfletos, às vezes é preciso colocar a mão na massa e fazer por conta própria. Para a sua sorte, não é nada difícil elaborar um impresso no Photoshop. E existem outros sites pela internet que podem ser uma verdadeira mão na roda para quem deseja criar um material.

Então conheça cinco sites que vão te ajudar bastante na hora de criar o próprio flyer ou panfleto.

Para as fotos

Todo material precisa de ao menos uma foto de qualidade para ilustrar a informação que está passando. Por sorte, existem diversos bancos de imagens gratuitos no mundo virtual, onde você pode escolher a melhor para deixar o flyer ou panfleto do jeito que quer. Entre os principais estão o Pixabay e o Pexels. Entre os dois, são milhares e milhares de fotos para escolher e fazer um belo trabalho em sua campanha impressa.

Para as fontes

Outra parte importante para quem deseja criar sozinho um impresso através do Photoshop ou outro software de edição é a tipografia. Embora os programas e aplicativos do tipo possuam diversas opções de fontes, pode ser que aquela ideal para o que você quer não esteja disponível lá. Mas sites como o Font Squirrel, por exemplo, são excelentes para encontrar a fonte perfeita para o seu flyer ou panfleto. Então vasculhe pela internet sem medo que você vai achar o que procura.

Para as cores

Um grande problema para o empreendedor menos experiente na área do design que tentar elaborar sozinho um flyer ou panfleto pode ser a combinação de cores. Nem sempre o que parece bonito para o seu gosto pessoal é o mais adequado quando se trata de ilustração e marketing. Para garantir que você não vai escolher os tons errados na hora de definir o material, o site Paletton é muito útil. Nele, você joga uma cor principal de sua preferência e recebe as melhores combinações para que o impresso fique o mais harmonioso possível.

Para o design

Mesmo quem tem menos experiência e não se garante ainda no Photoshop para criar sozinho um flyer ou panfleto ainda pode conseguir criá-lo sem precisar recorrer a um profissional da área. Usando o Canva, por exemplo, é possível construir um material a partir de modelos prontos disponíveis de maneira gratuita. Para quem não possui softwares de edição de imagens, lá você também pode criar algo totalmente novo de maneira bastante fácil. Existem também peças, ícones e imagens mais exclusivos que podem ser comprados para dar um diferencial no impresso.

Para a ideia

Por fim, se você procura uma boa ideia para construir ou complementar seu flyer/panfleto, pode recorrer ao FreePik. No site, o usuário encontra modelos de ideias gratuitas ou pagas, além de opções de vetores gráficos, ilustrações, ícones, fotos e tudo que você precisa para criar sozinho o seu material. Caso esteja indeciso sobre o que fazer em sua campanha, é sempre uma boa alternativa para consulta e download de alguns itens.

***
Depois de deixar tudo pronto, nunca se esqueça que escolher com cuidado o local onde vai imprimir seu material faz toda a diferença: uma gráfica de confiança garante a qualidade do resultado final e de sua campanha de impressos.

A MediaTall garante que tudo vai sair como o planejado e ainda imprime em até 24 horas para você. Conheça nossos serviços!

Publicado em

Impressos fundamentais que toda loja deve ter no Natal e Ano Novo

Já passamos do Dia das Crianças, o que significa que a próxima grande data para o comércio já é o Natal! Além de todos ficarem mais felizes com a proximidade da comemoração, não dá para deixar de notar que o período significa aumento de vendas para qualquer lojista, não é?

Por isso mesmo, é preciso ficar muito atento ao que vai ser feito nas campanhas de marketing para atrair mais clientela durante todo o mês de dezembro. Realizar uma divulgação adequada de seus produtos e ofertas faz toda a diferença para se destacar em meio a tanta concorrência no mercado atual.

Para isso, os materiais impressos são fundamentais. Então saiba quais são os impressos imperdíveis para a sua loja para o período de Natal e Ano Novo!

Panfletos

O material mais versátil também é o carro-chefe da maioria das campanhas de marketing que utilizam impressos. No panfleto você tem espaço para colocar um ou mais produtos, ou ainda destacar suas principais promoções visando o período natalino. Também é possível fazer um conteúdo mais institucional, destacando qualidades ou histórias da loja e convidando o cliente a conhecer melhor. Não esqueça de colocar todas as informações relativas ao negócio, como endereço da loja, site, email e redes sociais.

Flyers

Os flyers possuem tamanho menor, mas se espalham mais rápido. Daí o nome em inglês, algo como ‘voador’. Destaque rapidamente um produto ou oferta especial mais atrativa e é só aguardar os resultados. Naturalmente, assim como o panfleto, é necessário escolher um bom ponto de distribuição, de preferência em locais próximos à loja com grande circulação de pessoas.

Banners

Outro impresso sempre interessante é o banner. Como é maior, pode ser afixado em locais públicos – também, sempre, de grande movimentação de transeuntes – com uma mensagem e uma imagem chamativos para atrair o olhar do público. Os banners também são ideais para divulgação de marca em vez de produtos.

Por estarem distantes do leitor, não são tão adequados para apresentar itens para venda. Por isso, vale mais a pena usá-los para campanha institucional, gerando reconhecimento de marca na cabeça dos clientes em potencial.

banner-mediatallCartões

E claro que não pode faltar o cartão de Natal! Um dos itens mais procurados durante a época é essencial para qualquer loja – e seja para vender aos clientes quanto para disponibilizar como brinde após a compra. Aposte em cartões com mensagens diversas de espírito natalino, mas não deixe faltar!

Calendários

Outro impresso bastante interessante para oferecer em sua loja. E, assim como os cartões de Natal, tanto podem ser colocados à venda como podem ser dados como brinde após uma compra. Com o fim do ano se aproximando, muita gente busca um calendário de 2017 para deixar em casa ou no escritório. Então vale a pena investir e encomendar alguns em dezembro.

***
Ainda dá para investir em outros materiais impressos com bons resultados para o Natal e o Ano Novo. Principalmente alguns que servem como brindes temáticos, como adesivos, marcadores de página ou vales-presente. De qualquer forma, já é hora de traçar sua estratégia de marketing para o fim de ano.

E não pense que está em cima da hora para encomendar o que deseja: a MediaTall imprime em até 24 horas para você! Venha nos conhecer melhor acessando www.mediatall.com.br!

Publicado em 1 comentário

Guia Completo: como criar flyers e panfletos no Photoshop

Qualquer empresa que deseje fazer uma campanha de marketing com materiais impressos pensa logo no uso de panfletos ou flyers para divulgar as informações necessárias. São as formas mais lembradas para realizar a comunicação pretendida pela marca, seja um novo produto ou serviço, uma promoção especial ou apenas reforço de branding para o público.

Embora negócios de maior porte recorram à contratação de profissionais especializados para fazer as artes da campanha, nem todo mundo pode se dar ao luxo dessa despesa. Mas, não é por isso que você precisa ficar sem o seu panfleto ou flyer. É possível criar tudo por conta própria através do Photoshop – ou softwares de edição de imagens semelhantes.

Vamos te ajudar passo a passo com o nosso guia completo. Confira!

Criando o seu próprio flyer ou panfleto no Photoshop

Para começar, com todo um planejamento de comunicação, você vai definir o que será colocado no material impresso. Toda a identidade visual passa por aqui, com paleta de cores a serem usadas, fontes mais adequadas, etc. Também é o momento de escolher as informações que serão passadas: produtos ou serviços, preços e tudo mais. Além disso, dados de contato da empresa são fundamentais, como endereço do site, telefone, email e redes sociais, entre outros.

A diferença entre o flyer e o panfleto é simples. O flyer é menor, e por isso tem espaço para receber menos informação. É melhor não poluir visualmente o material, focando em ofertas de um lado e dados da empresa do outro, por exemplo. Já o panfleto pode receber mais conteúdo, tanto na frente quanto no verso, reservando apenas um espaço para citar as formas de contato com a marca.

Tamanho

O panfleto costuma ser impresso em formatos A4 (21×29,7 cm), A5 (21×15 cm) ou A6 (15×10 cm), dependendo da intenção que tiver. Já o flyer é de menor tamanho, geralmente em 7,5×10 cm ou 9×5 cm.

Tipo de papel

Ambos os materiais são impressos em papel couché, geralmente no couché brilho. Esse papel tem dupla camada de revestimento em ambos os lados, garantindo maior resistência e textura lisa.

Cores

O padrão de cores usado para materiais como o cartão é o CMYK – ciano, magenta, amarelo e preto. Usando esse sistema no seu material de escolha (panfleto ou flyer), você assegura que o resultado impresso será o esperado. O outro sistema usado em softwares de imagem mundo afora é o RGB (vermelho, verde e azul), mas o maior objetivo deste é a visualização em telas como televisão, monitores, etc. Então, é essencial lembrar de definir como CMYK o padrão de cores na hora de iniciar o projeto no Photoshop.

Acabamento

É importante lembrar das margens e sangria, que podem ser inseridas no projeto. Outros tipos de acabamento precisam ser avisados à gráfica e adequados no design do panfleto ou flyer.

Passo a passo no Photoshop

  1. Após abrir o Photoshop, vá ao menu ‘Arquivo’ e clique em ‘Novo’ para iniciar o seu novo projeto. Na caixa que se abre já é possível escolher o tamanho que deseja: troque a opção ‘pixels’ por centímetros e determine as dimensões de acordo com o material escolhido, panfleto ou flyer (algo como 21 cm de altura por 15 cm de largura para panfletos ou 9×5 para flyers, por exemplo). Em ‘resolução’, coloque em 300 pixels/polegadas para assegurar alta qualidade no resultado final. Ainda na mesma caixa, altere o modo de cores para CMYK, o ideal para materiais impressos.
  2. Após clicar em ‘Ok’, você verá uma tela branca no tamanho que foi definido para o material impresso. É a partir de agora que começa a determinar o aspecto visual do panfleto ou flyer. Caso deseje alterar a cor de fundo da imagem, escolha a desejada com a ferramenta ‘balde de tinta’ e colora a tela. O primeiro passo deve ser a inserção das margens. Isso pode ser feito a partir do menu ‘Visualizar’, em ‘Réguas’. Pode escolher um número como 3 a 5 mm.
  3. O passo seguinte deve ser a inserção de imagens desejadas – retratando os produtos ou serviços que deseja informar ao público. Para isso, vá em ‘Arquivo’ e clique em ‘colocar incorporados’ ou ‘inserir’ – depende da versão do software que estiver usando. Aí é só selecionar as imagens selecionadas (que você precisa já ter guardada no computador). O ideal é que estejam em alta qualidade, fazendo com que elas entrem “grandes” no projeto. Para adequá-las ao tamanho desejado dentro do panfleto/flyer sem distorcê-las, é só usar a ferramenta mover no menu lateral da esquerda segurando a tecla shift – e diminuir com o mouse por uma das quinas. Aí é só centralizar ou posicionar de acordo com o layout desejado.  Aqui também pode se fazer uso de uma imagem de fundo que cubra tudo, para apenas colocar textos por cima.
  4. Com a ferramenta de texto (o T grande) no menu esquerdo, você pode definir o que vai ser escrito no panfleto/flyer. Antes, escolha a fonte a ser usada (saiba mais sobre isso clicando aqui), seu tamanho (não deve ser muito grande nem muito pequeno, use o bom senso) e sua cor. Nessa parte, que deve ser a frente do material, o que vai ser escrito depende: pode ser a informação sobre o que está ofertando ou, em caso de um impresso institucional, apenas o nome da empresa e uma chamada que desperte o interesse do leitor.
  5. Tanto o panfleto quanto o flyer podem ter frente e verso ou apenas frente. Caso prefira um material com dois lados, para construir o verso siga o mesmo procedimento do começo: Arquivo > Novo, mantendo as mesmas configurações. Você pode seguir os mesmos passos aqui, inserindo as imagens e textos que desejar para criar seu panfleto/flyer.
  6. Para finalizar, vá em ‘Arquivo’ e ‘Salvar como’ para salvar a imagem (ou as duas, caso seja frente e verso) – pode dar a elas o nome que quiser, como ‘frente’ e ‘verso’. Salve no formato JPEG, o mais usado nesse caso.
  7. Baixe nosso ebook Guia Prático para Fechamento de Arquivo para aprender direitinho e passo a passo a fechar seu arquivo antes de enviar para a gráfica!
  8. Com tudo feito, basta encaminhar ambos os arquivos finais fechados para a gráfica.

capaebookfechamento

No fim de tudo…

Você já deve imaginar que a qualidade final do material também tem tudo a ver com a gráfica contratada para impressão. Então pense com carinho naquela que vai escolher, para não correr o risco de ver o seu impresso sair diferente do que imaginava.

Aproveite para conhecer melhor a MediaTall: acesse www.mediatall.com.br e saiba tudo que a gráfica que imprime em até 24 horas para você tem a oferecer!

banner-mediatall

 

Publicado em

Fontes: por que elas são fundamentais para o sucesso de qualquer material impresso

O processo de planejamento da arte para uma campanha com materiais impressos passa por algumas etapas. Começa com o briefing das intenções do cliente, segue pela escolha da identidade visual mais adequada e, a partir daí, deriva para elementos de cor e imagens. O que muita gente esquece às vezes é que a escolha das fontes é passo fundamental nesse caminho.

A tipografia pode fazer toda a diferença no resultado final do seu material impresso.

Cada família de fonte indica certas características – e saber escolher é determinante para o sucesso da campanha. Enquanto umas passam a impressão de algo mais informal, outras são mais sérias. E isso se aplica diretamente na imagem que a empresa deseja passar com aquele meio de comunicação.

Por que as fontes são tão importantes?

Para quem trabalha no meio, não há dúvida que a tipografia é um dos elementos mais importantes do design. Não é difícil encontrar quem acredite que cores e imagens são prioridade, erroneamente dando menos atenção do que o necessário para a escolha da fonte ideal para aquela arte.

Saber escolher a família tipográfica e, posteriormente, a fonte ideal para o trabalho em questão é fundamental para determinar o conceito que a marca deseja passar com aquele material impresso. Não adianta querer fazer de qualquer jeito e selecionar uma qualquer: a única imagem que se passa é a de desleixo.

Quais as diferenças entre fontes?

As fontes serifadas, como diz o nome, possuem serifas: aquela espécie de traço que fica acima e abaixo da letra. O uso de uma fonte do tipo é ideal para quem deseja chamar atenção para o texto, já que elas guiam a leitura dos olhos através das serifas. Porém, são melhores para textos grandes.

Quando a intenção é destacar um título ou chamado – como é o caso da maioria dos impressos para campanha de marketing – geralmente é costume recorrer a tipografias sem serifa. Tudo porque elas parecem mais organizadas e deixam a diagramação mais limpa, facilitando e tornando a leitura mais agradável.

Já as famílias tipográficas representam um conjunto de fontes que possuem características semelhantes. Entre as com serifa, podem ser consideradas as principais:

  • Humanistas: parecem escritas à mão no estilo clássico, como a Garamond;
  • Transicionais: são mais agudas, com serifas finas e inclinadas, como a Caslon;
  • Modernas: mais retas, espessas e altas, como a Bodoni;
  • Mecânicas: mais retangulares, muito usadas em propagandas, como a Clarendon.

Já do lado das sem serifa, existem algumas famílias mais tradicionais:

  • Geométrico: usam formas geométricas, como a Futura;
  • Humanistas: também têm leve aparência de escrita à mão, como a Frutiger;
  • Grotesco: veio das mecânicas, mas sem serifa, como a Vectora;
  • Gothic: a espessura varia, originária da família Grotesca, como a Franklin Gothic;
  • Neo Grotesco: outra variante da Grotesca, como a famosa Helvetica.

Por fim, ainda existem outras possibilidades, como as cursivas, fantasias, góticas e históricas. E para escolher a tipografia ideal para a sua campanha, é preciso atentar a alguns detalhes.

bannerclientes

Como escolher a fonte ideal?

A legibilidade é um dos fatores principais. Existem fontes que ficam bem ‘sozinhas’, mas para textos maiores tornam a leitura difícil e cansativa. E ninguém deseja isso na hora de criar um material impresso. Aqui o mais importante torna-se escolher uma tipografia de leitura agradável, que pode até incluir serifa a depender do caso.

Já se o panorama visual geral da arte em questão for mais importante que o texto escrito em si, a facilidade em ler a fonte perde um pouco da importância. Nesse caso, dá-se prioridade a fontes mais estilosas como as cursivas sem serifa. Também é interessante diferenciar o título do texto: o primeiro com uma fonte adequada e o segunda com outra.

***
Entender a importância das fontes já é o primeiro passo para nunca mais errar na escolha nas próximas campanhas de marketing que colocar em ação. Também é sempre essencial saber escolher a gráfica onde vai imprimir os materiais impressos, já que a garantia de qualidade faz toda a diferença na hora do resultado final.

Acesse www.mediatall.com.br e conheça melhor a gráfica que entrega exatamente o que você espera e em até 24 horas!

banner-frete

Publicado em

Acerte na diagramação do seu panfleto: 5 dicas infalíveis

Um dos itens mais procurados por quem deseja realizar uma campanha de marketing com impressos, o panfleto, aparece no topo da lista por apresentar excelente custo-benefício. Com produção barata, grande alcance e resultados rapidamente mensuráveis, esse tipo de material é sempre bem-vindo na hora de divulgar um novo produto, promoção, evento, entre outros.

E para garantir um bom desfecho para sua campanha, é essencial pensar com carinho na diagramação do panfleto. Essa parte do planejamento pode prejudicar o resultado final caso não seja observada com a atenção que merece, já que determina o quanto o impresso pode ser atrativo para o potencial cliente – fazendo com que ele realmente pare, olhe e leia o que receber.

Por isso, a MediaTall separou cinco dicas para que comece com o pé direito a produção do seu panfleto. Veja a seguir!

1) Identidade visual

O primeiro item a ser observado no processo de planejamento e diagramação do panfleto é a identidade visual. É imperativo que ela siga o que a empresa já venha fazendo recentemente, em todos os aspectos do material.

Tipografia, cores e todos os elementos visuais do impresso devem estar alinhados com outras produções da marca, passando ao leitor uma sensação de familiaridade e segurança, além de facilitar a identificação assim que recebê-lo em mãos.

2) Cores

Combinar as cores de maneira correta na hora da diagramação assegura que elas joguem a favor do seu impresso. Para isso, é preciso sempre atentar para a psicologia das cores, já que cada uma remete a sensações diferentes nas pessoas – cores quentes como vermelho e amarelo são mais excitantes; as frias como verde e azul são relaxantes.

O uso de contrastes também ajuda bastante na leitura, com cores escuras sobre fundos claros, por exemplo. Além disso, deve-se sempre seguir a identidade visual planejada para anteriormente para a marca e mantendo o panfleto alinhado com ela.

3) Imagens

Como já dito acima, as imagens também devem seguir o planejamento. Ou seja, precisam estar de acordo com a campanha. É importante também que não causem efeito de poluição visual, com excesso de informações, conflitando com os textos e cores do resto do panfleto. Saber posicionar a imagem na diagramação também faz toda a diferença.

Não se esqueça de assegurar que a foto escolhida para ilustrar o panfleto seja disponibilizada na melhor qualidade possível, para que o resultado na impressão fique dentro do esperado.

4) Tipografia e texto

Não menos importante que cores ou imagens, a forma e o conteúdo do texto do seu impresso precisam ser muito bem pensados durante o processo de diagramação. O ideal é que a tipografia escolhida seja de fácil leitura – afinal, esse é o grande objetivo do panfleto.

Outro ponto importante é o contraste entre a letra e a imagem, com cores opostas, e caso seja colocada por sobre a foto, que se use fonte regular e negrito.

Também é preciso prestar atenção na quantidade de texto: escrever muito pode dispersar a atenção e cansar o leitor com o excesso de informação. E ainda cuidado nos erros de português!

5) Organização e legibilidade

O grande objetivo do panfleto é ser o mais claro possível na transmissão de informação ao leitor. Por isso, é preciso executar a diagramação de maneira que tudo fique bastante organizado e legível para ele.

Ordene as informações por relevância, dando destaque às mais importantes. Isto é o principal a se fazer na hora de diagramar. E para garantir a legibilidade, preste atenção nos espaçamentos, no tamanho das fontes e em evitar qualquer tipo de poluição visual que possa atrapalhar a leitura.

Seguindo estas dicas, seu panfleto ficará com uma diagramação mais harmoniosa e atrativa para seu cliente!

***

Após cuidar de todos os detalhes da diagramação do panfleto, também é fundamental pensar com carinho na gráfica que vai imprimi-lo. Afinal, todo cuidado é pouco para assegurar a melhor qualidade no resultado final. Acesse www.mediatall.com.br e conheça mais sobre a gráfica que entrega em até 24 horas para você!

Publicado em

Os melhores acabamentos para Flyers e Panfletos

Entre os materiais impressos mais comuns em empresas e lojas, os flyers e panfletos ocupam espaço de destaque na liderança. Por serem pequenos e de fácil distribuição, se tornam ideais na hora de apresentar produtos, serviços ou promoções aos clientes em potencial.

E não é só o design, o texto ou a organização do material que importa na hora de produzir um flyer ou panfleto de qualidade para o seu negócio, seja qual for. Pensar no acabamento, aquela finalização pós-impressão, é de suma importância para determinar o produto final. E cada tipo de impresso exige tratamento diferenciado.

Sobre flyers e panfletos

O que é exatamente um flyer? Impressos pequenos, geralmente em papel de tamanho A5 ou A6, os flyers recebem esse nome justamente pela facilidade de alcançar um grande número de pessoas em pouco tempo. Costumam ser usados para destacar promoções e serem distribuídos nas ruas, garantindo que bastante gente vá ter acesso ao seu material. Pelo tamanho reduzido, é preciso limitar o texto e ater-se a palavras de ordem imperativa para chamar o público à ação. O uso de cores e imagens de destaque também é de bom tom, pois chamam a atenção para ele.

O que é exatamente um panfleto? De tamanho um pouco maior que o flyer, o panfleto costuma ser impresso em folha de tamanho A4, com frente e verso. Por ter mais espaço, permite detalhamento maior do conteúdo a ser divulgado e, consequentemente, quantidade e variedade de informações superiores ao flyer. Apesar disso, também costuma buscar a chamada para ação do leitor, embora não se atenha tanto a promoções ou outras possibilidades mais imediatas.

O que é o acabamento?

O acabamento é o processo de finalização do material, feito após a impressão e que dá o toque de qualidade que falta e garante a atratividade. É uma parte bastante delicada da produção, já que exige bastante cuidado para não estragar o impresso. Entre as possibilidades de acabamento estão a laminação, o corte e vinco, a aplicação de verniz, o estampamento, o relevo seco, a encadernação… mas vamos descobrir os melhores para flyers e panfletos!

Refile

O refile, também chamado simplesmente de corte, é justamente a parte de cortar o material para adequá-lo às especificações de dimensão. É o mais comum de todos os acabamentos, mas não deixa de ser fundamental, já que se for mal feito pode gerar complicações para o impresso. O refile elimina margens, marcas de impressão e define o tamanho final do flyer ou folheto. Por estar presente em quase tudo, costuma não gerar custo adicional e não é incluído nos orçamentos.

Verniz

A aplicação de verniz também é bastante usada em flyers e panfletos. Chamado também de ‘coating’, pode ser aplicado em todo o material ou apenas em um pedaço – o verniz localizado. É feito na própria impressora offset muitas vezes. Serve como forma de proteger o material e dar brilho a ele, sendo mais comumente aplicado nestes produtos de baixa gramatura. Aplicas-se uma tinta de alto brilho e adiciona beleza ao impresso.

Laminação

A laminação também pode ser usada, e consiste na aplicação de uma película plástica no papel. Ela pode ser brilhante ou fosca e é aplicada em ambos os lados, fornecendo proteção ao material. A fosca é mais utilizada e promove uma sensação boa ao tocar o impresso.

 

E não se esqueça: o Natal já está aí, mas ainda dá tempo de imprimir seu flyer ou panfleto com a MediaTall, que entrega em 24 horas! Acesse www.mediatall.com.br para maiores informações sobre a produção de materiais impressos e o nosso serviço.