Publicado em

Que cores são tendência para 2018?

Cores 2018

Assim como todos os elementos relacionados a design, as cores também entram e saem de moda. Tendências em relação a elas surgem e desaparecem de ano para ano, e é sempre fundamental saber como trabalhar os diferentes tons de maneira adequada, para não ser visto como ultrapassado enquanto os concorrentes sabem exatamente o que fazer naquele momento.

Se antes essa preocupação com cores e suas variações se limitava à indústria da moda, agora não é mais assim. O design está sempre influenciado por tendências vindas do mundo fashion, e para quem pretende realizar campanhas de marketing com impressos também é importante estar por dentro desse meio.  A clientela e seu comportamento que costuma ditar as novidades a cada temporada, com pesquisas de consumo e preferências sendo usadas cada vez mais para determinar o que sai ou entra em voga.

Cores 2018

Quem está por dentro das cores em tendência para 2018 sai na frente. Afinal, já é possível trabalhar e adaptar toda a identidade visual e os materiais impressos de acordo com o que pode ser mais proveitoso no ano. É importante não mudar nada de maneira drástica, mas sim aproveitar as novidades para aproximar a sua comunicação e marketing daquilo que o seu público deseja ver.

Lavanda

É a cor que tende a dominar nas épocas mais quentes do ano.  Com sua aura que mistura romantismo e elegância, já está em alta no mundo da moda e tem tudo para adentrar com força no design também. Por ser um tom pastel, tem bastante versatilidade e ainda pode ser aproveitada durante a temporada inteira. Costuma ser mais associada ao feminino, mas não deixe de usá-la por isso, já que é a cor mais badalada para 2018.

Roxo

O roxo ou violeta é outra cor que está na moda em todos os aspectos. Com seu tom mais escuro e forte, traz uma natureza mais misteriosa e híbrida, e por isso mesmo também versátil – pode usar de diversas maneiras em seu design. Vale a pena testar possibilidades e experimentar bastante como roxos e violetas ao longo do ano.

Verde

Embora nunca saia de verdade da moda, o verde pode ter mais força em 2018. E não apenas um tom, mas dois. O verde claro tem nuances mais delicadas, enquanto o verde militar (aquele camuflado) é mais neutro, quase como um bege, e traz um sentido elegante e esportivo – além de militar, é claro – para o material impresso. Use a abuse dos verdes, principalmente desses tons.

Marrom

Outra cor mais neutra que volta com tudo é o marrom, dessa vez em seu tom mais chocolate. Com sua intensidade e versatilidade, não faltam opções para aproveitar o marrom no design. Assim como um chocolate, ele desperta sentidos em quem vê e é quase impossível de resistir.

Vermelho

O vermelho, especialmente o vermelho tomate, é mais uma cor entre as clássicas que pode crescer ainda mais no ano. O tom é mais forte e ousado, marcante, além de ter uma aura sofisticada se usado corretamente. Vermelho nunca está fora de evidência, mas agora é possível aproveitá-lo sem medo de errar.

Amarelo

O amarelo em seu tom mais fluorescente tende a crescer bastante. Embora para muita gente possa ser vibrante demais, é justamente isso que importa no ano: vibração e energia. E, ainda, traz aquele sentimento selvagem para quem vê. Como sempre, o amarelo está conectado ao roxo, sua cor complementar. E como ambas estão em alta, usar essa combinação pode ser uma ideia matadora para o seu design.

***

Já deu para perceber quais são as tendências de cores 2018, não é? Então aproveite as dicas e tenha boas ideias para seus materiais impressos no ano.

Venha conhecer também a MediaTall, a gráfica que garante a qualidade das cores na impressão e entrega em até 24 horas para você!

Publicado em

Quais os melhores impressos para o Carnaval?

Agora que 2018 já começou, não há desculpas para adiar mais o planejamento para o novo ano. É melhor deixar 2017 no passado, curar a ressaca do Natal e do Revéillon e focar no que já pode ser feito para que tudo fique ainda melhor a partir de agora. E toda empresa deve se preocupar desde já com o Carnaval, que é a primeira grande data comemorativa do ano – e que garante sempre aquele movimento maior.

Qualquer empreendedor que trabalhe com comércio sabe que a época é boa para os negócios. Afinal, há muita gente comprando coisas para viajar ou para fazer festas, além de fantasias, adereços, brindes e tudo mais. Por essas e outras, é uma boa pedida saber se comunicar para ser visto no meio de tanta concorrência e garantir que as vendas subam durante o período. E não é nada difícil conseguir isso hoje em dia.

Uma campanha de marketing com impressos para Carnaval já é o suficiente se for feita de maneira correta. Então descubra como valorizar o seu negócio para as comemorações e colher os frutos da maior festa de rua do mundo – e conheça os materiais mais importantes no período.

Flyers para eventos

Os flyers são os materiais perfeitos para divulgar eventos e festas no Carnaval. Todos sabem que a data é repleta de comemorações de todos os tipos, e quem trabalha com produção não pode perder a chance de se comunicar da melhor maneira possível. Qualquer evento ou festa merece  a divulgação em locais apropriados, e nada mais eficiente do que se aproveitar do flyer para isso.

Como o nome diz, ele ‘voa’ nas mãos de quem recebe, com bastante alcance e circulação rápida entre pessoas. Lance mão deles com cores e fotos que chamem a atenção para divulgar festas, bailes, shows ou outras celebrações no Carnaval.

Panfletos para ofertas

Passando da produção de eventos para o comércio, também já é hora de divulgar com tudo suas promoções e ofertas em impressos para Carnaval. Todo tipo de planejamento já deve ser colocado em prática em janeiro, ainda mais em 2018 com a data caindo logo no começo de fevereiro. Os panfletos e folhetos são as melhores opções para apresentar produtos com desconto, oportunidades especiais ou o que mais estiver em promoção para as festividades.

É bom ficar atento às muitas oportunidades que o Carnaval oferece ao comércio. Na data as pessoas compram fantasias e adereços, muita comida e bebida para festas e viagens, roupas e tudo mais. Não deixe a chance passar e pense em tudo que pode ser feito para se destacar em meio à concorrência e ser escolhido pelos foliões. Promoções especiais, kits com desconto e vale-presentes são boas opções.

Banners para marcas

E mesmo quem não pretende vender nada e nem divulgar festas pode se aproveitar do Carnaval para se comunicar com o público. Com tanta gente nas ruas e em locais de eventos, é a oportunidade perfeita para fazer o reforço de marca e pensar em artes criativas para chamar a atenção. Outros tipos de ação também são bem vindas, e o impresso ideal para isso é o banner.

Os banners têm tamanho maior e, em geral, ficam afixados em locais de grande circulação de público – o que não falta no Carnaval. Com a campanha adequada, é possível ser bastante visto e lembrado ao longo dos cinco dias de festividade, o que é muito benéfico para qualquer empresa. Use a abuse de temas, cores e imagens relacionadas ao assunto e veja seu branding ficar cada vez melhor.

E muito mais

Ainda é possível imaginar diversos outros tipos de impressos para Carnaval. De acordo com o setor da empresa, é possível trabalhar adesivos, calendários, tags, marcadores de página, etc, como brindes – sempre temáticos para as festas. Ou ainda jogo americano e papel bandeja para lanchonetes, bares e restaurantes. Revistas ou tabloides para divulgar produtos em maior escala… e por aí vai, basta ter criatividade.

E para aproveitar janeiro todo na divulgação do que quiser, que tal procurar uma gráfica que entrega com qualidade e rapidez? Venha conhecer a MediaTall, a gráfica que entrega em até 24 horas para você!

Publicado em

Aprenda como funciona uma gráfica online

Qualquer um pode se ver na necessidade de imprimir materiais dos mais diversos tipos a todo momento. Seja para uma campanha de marketing, para fins de produção ou mesmo pessoais, o setor gráfico é um dos que seguiu pouco afetado pela crise econômica justamente por isso: a demanda sempre vai existir. Mesmo que possa diminuir um pouco ocasionalmente quando existem dificuldades financeiras.

E se antes era preciso ter algum trabalho para conseguir encomendar materiais impressos quando necessário, agora está cada vez mais fácil. O desenvolvimento tecnológico atraiu muitos novos empreendedores para o mercado, principalmente por conta do surgimento das gráficas online – como a MediaTall aqui. Mas o que exatamente é uma gráfica online, como ela funciona e quais as vantagens para o cliente? Não se preocupe, você já vai descobrir.

O que é uma gráfica online?

A diferença básica e fundamental entre as gráficas tradicionais e as online é uma só: a ausência de uma sede física. As primeiras lançam mão de um espaço que funciona como escritório para receber e entregar pedidos e, em alguns casos, também um parque gráfico com todo o maquinário para realizar as impressões. Já as segundas funcionam inteiramente pela internet, em todas as suas etapas, com os pedidos sendo encomendados através de um site próprio.

Para produzir os impressos, uma gráfica online entra em acordo com uma gráfica fornecedora, que faz a produção para ela. Assim, a gráfica online realiza esse intermédio entre as partes, mas sempre garantindo a qualidade do resultado final para o cliente.

Como funciona e porque é a melhor opção?

Por ser feito todo via web, o processo é muito mais fácil, prático e rápido. Para começar, o internauta precisa acessar o site da gráfica online. Lá, existem opções para escolher os produtos desejados e incluir todos os detalhes. No caso de materiais impressos, além de selecionar o tipo (panfleto, folder, banner, cartão de visitas, etc), ainda é possível determinar o papel a ser usado, as dimensões do impresso e opções de acabamento para ele – além da quantidade desejada, é claro.

E fique tranquilo, é tudo bastante intuitivo e bem indicado para ninguém se perder no caminho. Na hora de enviar o layout do material, também existem alternativas para todos os gostos. Você pode enviar uma arte já pronta, fazendo o upload do arquivo diretamente do seu computador para o site. Pode também escolher entre opções pré-concebidas de design para apenas inserir os dados, textos e imagens que deseja no impresso. E ainda pode contratar na hora um profissional qualificado para elaborar tudo de acordo com as suas indicações. Quer mais facilidade?

Por fim, vem o pagamento – que também é bastante rápido. Primeiro, você define o tipo de frete, que pode ser: normal, em até 10 dias úteis; expresso, em até 3 dias; e urgente, entregue em até 24 horas – cada um pouco mais caro que o outro, naturalmente. Depois é só determinar o endereço de entrega. Pois é, você não precisa buscar na sede como acontece com algumas gráficas físicas ainda. E, para fechar, é só escolher como quer pagar, seja por depósito ou transferência bancária ou por cartão de crédito. Aí é só esperar e receber em casa o seu pedido.

***

Ainda tem dúvidas que a gráfica online é a forma mais prática de encomendar materiais impressos? Você faz tudo de onde estiver, em poucos cliques, com diversas opções para personalizar seu pedido, sem burocracia… e recebe rapidamente no endereço de sua preferência. Nunca foi tão fácil fazer uma encomenda.

Não é preciso se preocupar: é sempre confiável efetuar pedidos assim. A MediaTall atua há anos no mercado gráfico com segurança e qualidade. Acessse www.mediatall.com.br e venha conhecer a gráfica que entrega em até 24 horas para você!

Publicado em

Você sabe o que é o papel couché?

Um dos tipos de papel mais usado para impressões gráficas de materiais promocionais, o papel couché ainda levanta dúvidas na cabeça de muita gente que está começando no assunto. E a sua primeira definição é bastante simples de fazer: couché é um verbo no particípio passado que vem do francês, e significa ‘aplicar uma camada’, em tradução livre para o nosso idioma. Mas como isso se traduz na prática na hora de imprimir?

O que é o couché

O papel couché é um papel comum usado como base, como o offset de impressões normais, que ganha o revestimento de uma camada de compostos aditivos – os principais são o carbono de cálcio, o látex e o caulim (minério muito comum no Brasil), mas existem outros na mistura aplicada. Tudo com o objetivo de proteger o material e tornar o papel mais resistente e liso. Assim, a durabilidade do impresso aumenta bastante em relação a outros tipos de folha, pois absorve menos tinta. Com mais qualidade, é mais indicado para exibir melhor pequenos detalhes.

Outro resultado que o papel couché oferece é a sofisticação. Ele parece naturalmente mais elegante que papeis comuns, e por isso mesmo acaba sendo muito escolhido pela clientela na hora de produzir um panfleto, banner ou folder: é mais vistoso, e com bom custo-benefício para qualquer campanha de marketing (apenas um pouco mais caro que os offset comuns). Revistas e livros também costumam usar o couché para reproduzir melhor as letras e imagens.

Esses todos, em geral, são o chamado couché L2, já que o revestimento é feito de ambos os lados da folha. Já o couché L1, em que apenas um lado é revestido, é mais usado para embalagens e rótulos – além de outros materiais impressos em que apenas a parte da frente fica exibida ao público. Afora esses dois tipos, ambos brilhantes, ainda existe o couché L2 matte, em que é aplicada uma camada especial com o objetivo de trazer efeito fosco ao impresso.

Outros detalhes

Geralmente, a gramatura para o papel couché varia entre 90 e 300 g/m². Quanto menor, mais fino é o material, e a escolha depende do uso. As gramaturas mais pesadas costumam ser escolhidas para cartões de visita, convites e outros impressos que precisam ser mais resistentes. Já os folhetos e outros impressos promocionais, por serem feitos em maior escala para campanhas, usam gramaturas mais leves – não precisam durar tanto, apenas o suficiente para transmitir uma mensagem temporária ao público.

Com suas folhas mais lisas e brilhantes e as cores mais vivas, o couché realmente é a melhor escolha para uso no marketing. Fica mais fácil de captar a atenção de quem recebe o material na rua e mostra-se mais preocupação com a qualidade quando não se usa um simples papel offset.

Para finalizar a campanha, saber escolher a gráfica para a impressão também faz toda a diferença. É essencial trabalhar com uma empresa de confiança, que vá ajudá-lo em todas as etapas e garantir a melhor qualidade no resultado final.

Venha conhecer a MediaTall, a gráfica que entre o seu material em papel couché em até 24 horas!

Publicado em

A diferença entre banner, faixa e lona

Uma campanha de marketing com impressos pode fazer excelente uso de materiais promocionais grandes, que chamem rapidamente a atenção do público transeunte por um local de grande movimento. É a estratégia usada por muitas marcas, sejam para se afirmarem na lembrança das pessoas ou para divulgar um produto ou serviço de maneira eficaz e atingindo bastante alcance em uma só tacada.

Para efetuar uma campanha do tipo, o uso de banners, faixas ou lonas costuma ser a melhor opção. E por serem bastante parecidos, ainda tem muita gente que acredita que os três são sinônimos para a mesma coisa. Mas não é verdade: cada um tem sua função diferente e podem servir a diversos propósitos para  a divulgação do que precisa. E é sempre importante entender a distinção entre eles para tirar o máximo da sua estratégia e ter sucesso na comunicação.

Então conheça as especificidades do banner, da faixa e da lona:

Banner

Um banner costuma ter formato retangular vertical, sendo muito usados para pendurar em paredes, postes ou tetos – ou ainda para exibição em pontos de venda apoiados em “cavaletes”. Em geral, banners possuem acabamentos em madeira arredondada, cordão de nylon e ponteira de plástico ou ilhós e o conteúdo é impresso em lona. O tamanho é variável, podendo ir desde os pequenos em 40 x 60 cm até os maiores em cerca de 150 x 300 cm.

Faixa

A principal diferença de uma faixa para um banner é o formato. Se o banner é retangular vertical, a faixa costuma vir apresentada como um retângulo horizontal – costuma ser muito vista em divulgação de eventos penduradas em postes, por exemplo. Faixas possuem os mesmos acabamentos dos banners na maioria das vezes: madeira, plástico e nylon. No entanto, o custo de produção é menor e por isso são tão procuradas.

Lona

Lonas são usadas com letreiros luminosos, garantindo um maior destaque para o público que passa no local. Existem três tipos: a backlight, a frontlight e a canvas. A lona backlight é produzida digitalmente e protegida por estrutura de metal. A iluminação vem de dentro da parte metálica, como visto muitas vezes em pontos de ônibus.

Já a lona frontlight é presa, em geral de forma horizontal, em metais – a iluminação acaba sendo externa, com refletores, sendo mais usadas em outdoors. Por fim, a lona canvas é mais artísticas, com algodão resignado e acabamento em acrílico. Por ser mais decorativa, tem grande procura como fixação de marca e aplicação em escritórios, por exemplo.

***

Seja qual for a sua escolha, pode ter certeza que vai conseguir um bom alcance de maneira rápida para divulgar o que deseja. Mas tão importante quanto o material adequado –  banner, faixa ou lona –  para os seus objetivos é a escolha da gráfica ideal para a impressão.

Venha conhecer a MediaTall, a gráfica que entrega em até 24 horas para você!

Publicado em

Perfil ICC: para que serve?

O processo de criação da arte e do envio do arquivo de um material impresso passa por diversas etapas fundamentais para a qualidade do produto final. Há quem ache que basta realizar um design atrativo, enviar em qualquer formato e esperar o resultado igualzinho na impressão, mas não se engane: exige muito mais que isso, sob o risco de qualquer descuido influenciar no fim.

Entre todos os passos necessários para cuidar com carinhos dos mínimos detalhes do que está sendo entregue à gráfica responsável pela impressão –  que você pode conferir no nosso Guia do Fechamento de Arquivo – se inclui ainda o Perfil ICC. Prestar muita atenção nele faz toda a diferença para o resultado das cores do material após a produção, então por isso se torna fundamental no processo.

O que é o Perfil ICC?

O Perfil ICC é um arquivo em extensão .icc ou .icm que é usada nas impressoras para identificar as cores e a relação delas entre o papel e a impressão. Ele basicamente faz a gestão das diferentes cores em todo o processo – passando pela tela do computador, pela digitalização, pela impressão e para o papel. O ICC ainda corrige diferenças e define quanto de tinta será preciso para cada mídia diferente. Somente com ele é possível atingir a melhor qualidade das cores no resultado final do material impresso.

Para que serve o Perfil ICC?

O Perfil ICC faz a ‘comunicação’ entre toda a cadeia gráfica da impressão, que é composta por equipamentos periférios que não ‘falam a mesma língua’ – um monitor tem síntese aditiva RVB, por exemplo, enquanto o papel tem síntese subtrativa CMJN. É preciso algo que traduza tudo para o resultado final da impressão ser exatamente o que foi visto na tela na hora da criação.

Cada impressora de marcas diferentes possui o seu próprio ICC, geralmente customizados, feitos sob encomenda. É a maneira de garantir fidelidade na transmissão para o papel. Em suma, ele faz a definição de cores de uma impressão de acordo com momentos e condições específicas.

O cliente não pode esperar uma tradução exata dos tons observados no computador no software de edição para o impresso final. Existe sempre uma variação de aproximadamente 10%, mas com os devidos cuidados – como vistos no Guia do Fechamento de Arquivo e na importância do Perfil ICC – é possível observar a maior qualidade possível de cores, com mais vivacidade e fidelidade no papel.

***

Existem muitos detalhes a serem pensados durante toda a produção de uma campanha de marketing com materiais impressos. Todo cuidado é pouco para que o resultado seja o esperado, e as cores são parte essencial do processo.

E claro, a gráfica escolhida também faz toda a diferença: é preciso encontrar uma de confiança, que garanta qualidade e ainda ofereça todo o suporte para o cliente. Venha conhecer a MediaTall, a gráfica que entrega em até 24 horas para você!

Publicado em

Check-list para evitar erros de impressão

Não existe coisa mais frustrante no mundo do marketing do que planejar uma bela campanha, escolher design e detalhes para todas as etapas e ver o resultado sair diferente do que imaginava. Infelizmente, tal decepção pode acontecer mais frequentemente do que qualquer um gostaria se alguns pontos forem negligenciados durante o processo de desenvolvimento – principalmente no caso de materiais impressos.

Além da frustração, os erros de impressão ainda causam prejuízo para a empresa e sua campanha. Afinal, todo o material precisará ser corrigido e reimpresso, perdendo ainda mais tempo e gerando gastos adicionais que poderiam ser evitados. E sim, aqui é o ponto chave da questão: tudo pode ser evitado. Não é tão difícil garantir que os impressos saiam dentro do que foi planejado, basta ficar atento a alguns itens durante o processo de criação e finalização.

A verdade é que erros de impressão sempre podem acontecer. São muitos detalhes durante o processo que podem acabar passando despercebidos e causar pequenos problemas no produto final. Mas vamos ajudá-lo a evitar o máximo possível: é só seguir a nossa check-list e ficar tranquilo com o resultado.

Passo 1: o espaço

Prestar bastante atenção no uso adequado do espaço que tem disponível é o começo de tudo. A definição das margens é essencial para que, ao fim dos acabamentos, o corte não passe por cima de um pedaço em que havia conteúdo. A maioria das gráficas disponibiliza os limites de margem para saber exatamente onde o material será cortado e onde pode colocar as imagens e o texto.

Passo 2: as imagens

E por falar nas imagens, a segunda etapa da check-list contra os erros de impressão trata delas. Ao procurar fotos na internet para ilustrar o impresso, tenha cuidado com a qualidade delas. Esticá-las para completar o material não é nada bom, já que piora a resolução – procure sempre uma imagem em vetor.  Também é imprescindível converter tudo de RGB em CMYK quando for preciso. É a diferença entre a escala presente nos softwares de edição para a usada na hora de imprimir.

Passo 3: o texto

O que vai ser escrito também tem grande importância na qualidade final e para prevenir possíveis erros de impressão. Nunca deixe tudo em preto composto, que é o uso das quatro cores da escala (ciano, magenta, amarelo e preto) em 100% – o ideal é apenas o preto em 100% e o ciano em 20%. Ainda é preciso cuidado com textos em tom claro sobre fundo escuro, sendo necessário colocá-los em negrito, com tamanho maior que 7 e fonte sem serifa para não perder definição com a tinta. Fontes pequenas e coloridas, no geral, não são recomendáveis. Por fim, converta tudo que for escrito em curvas em programas como o CorelDraw, para evitar que fiquem descaracterizados ao imprimir.

Passo 4: as cores

Cores de preenchimento no design do material também precisam ser convertidas de RGB (ou Pantone) para CMYK para não ocasionarem erros de impressão. A qualidade de resolução das imagens usadas, como já explicado, também afeta os tons presentes nelas, então sempre procura a melhor possível. Em caso de cores especiais, é bom recorrer à escala Pantone, com alguns tons dela presentes em equivalência na CMYK. E papeis de gramatura mais leve não respondem bem à cores carregadas e podem gerar manchas.

Passo 5: o arquivo

Por fim, não deixe passar o momento final: a hora de fechar o arquivo e enviá-lo para a gráfica. Confira o nosso Guia Prático do Fechamento de Arquivo com todos os detalhes sobre como realizar essa etapa de maneira adequada para não ter erros no produto final.

Passo 6: a gráfica

Naturalmente, a escolha da gráfica faz toda a diferença para evitar os erros de impressão e garantir a melhor qualidade no resultado. Tenha certeza de que vai recorrer a um lugar de confiança, que forneça todo o apoio necessário para que tudo saia dentro do esperado e a campanha de marketing seja um sucesso.

Venha conhecer a MediaTall, a gráfica que entrega em até 24 horas para você!

Publicado em

4 características do Papel que influenciam a qualidade da impressão

Uma campanha de marketing com impressos envolve diversos fatores para ter sucesso. Tudo deve começar com um bom planejamento estratégico, seguindo por escolhas acertadas na concepção do design e dos textos envolvidos e até de que tipo de material será usado para atingir o que deseja – panfletos e banners têm objetivos diferentes, por exemplo. Tudo isso deve – e costuma – ser visto como etapas de extrema importância para os profissionais envolvidos.

Se um dos passos acima não for feito com a atenção e competência necessárias, pode colocar a perder toda a campanha. E ninguém quer isso, não é? Mas, existe ainda outro fator que faz toda a diferença e muitas vezes passa despercebido ou é relegado a segundo plano sem a importância que merecia: a escolha do papel ideal para o impresso.

Existem características determinantes na qualidade do material para a impressão e a qualidade é diretamente influenciada pelo tipo de papel.

Um papel abaixo da média pode afetar toda a campanha e a imagem da marca – afinal, transmite a imagem de descuido, baixo orçamento (corte de custos nos papeis escolhidos, por exemplo) ou pouco comprometimento em apresentar-se bem aos clientes. Além disso, o papel errado definitivamente vai dar resultados aquém do esperados e exigir nova impressão, gerando maiores gastos.

As 4 características que influenciam o papel na impressão

Para ajudá-lo a saber escolher melhor o papel ideal para o seu material impresso, existem características que precisam ser levadas em conta na decisão. Caso não sejam adequadas para o que procura, podem ter efeito negativo na impressão.

Vamos a elas:

A forma

Naturalmente, o formato do papel faz toda a diferença. Saber exatamente o tamanho que quer evita o desperdício de papel e, consequentemente, os gastos a mais com isso. A economia é vista melhor principalmente em impressões em grande escala, já que mesmo pequenas diferenças nas dimensões podem exigir no final um uso muito maior de folhas.

E, claro, a conta é passada para quem fez a encomenda. Então não se prive de exigir o máximo de detalhes com a gráfica para não desperdiçar papel e doer no bolso na hora de pagar.

O peso

Geralmente variando entre 50 e 350 gramas, a gramatura de um papel também é fator primordial para o sucesso da sua campanha de marketing com impressos. Quanto maior, mais pesado será o papel: cartões, por exemplo, costumam ser os mais grossos, enquanto folhetos são mais finos e leves.

Outro detalhe é que os papeis de menor gramatura são mais transparentes – o que pode ser bom ou não dependendo do seu objetivo. Impressões em frente e verso são recomendadas para papeis mais opacos, por exemplo. Naturalmente, o peso do papel também influencia seu preço, e quanto menor for maior será a ideia de qualidade inferior que ele passa.

A textura

O aspecto do material, como você o sente quando toca, pode influenciar bastante na arte que vai ser impressa. Por isso é tão importante prestar atenção na textura do papel para a impressão. Além de ser liso ou poroso, também pode ser mais rígido dependendo da escolha. E tudo afeta o produto final.

O papel mais liso deixa todas as imagens impressas com melhor nitidez. Já as texturas mais ásperas são irregulares e pouco indicadas para artes que contenham muitos detalhes – embora possam dar uma sensação de maior sofisticação ao material. Então lembre-se: quanto mais detalhista for seu projeto, mais liso deve ser o papel.

A cor

Por fim, a cor também influencia a impressão final. Tudo porque, dependendo dos tons escolhidos, pode variar o tipo de papel ideal para ter o efeito desejado. Papeis mais amarelados ou que não sejam totalmente brancos (como os reciclados) apresentam diferenças ao imprimir algumas cores.

Para tudo dar certo, é preciso antecipar o tipo de papel a ser usado e, caso não seja branco total, saber a mistura de cores que vai resultar com os tons escolhidos na arte e o tom do material de impressão. Caso contrário, o que vai sair pode ser bem diferente do imaginado e já sabemos: resultado desagradável, necessidade de reimpressão, mais trabalho e maiores custos para o cliente…

***
Todos esses problemas podem ser facilmente evitados quando há diálogo entre o cliente e a gráfica. Na hora de escolher onde vai imprimir seus materiais, tenha certeza de que há confiança e qualidade. A gráfica ideal vai dar todas as dicas e suporte necessários para que o produto seja exatamente como procurado.

Venha conhecer a MediaTall, a gráfica que imprime em até 24 horas para você!

Publicado em

Sugestão para Acabamentos: saiba como escolher o ideal

Nem todo mundo está acostumado com o conceito de acabamento no meio gráfico. Na hora de definir como deseja a finalização de seu material impresso, muitos são pegos de surpresa e não sabem o que fazer. Mas a verdade é que os acabamentos são partes fundamentais de qualquer arte e podem fazer a diferença de uma campanha.

Qualquer peça recebe um acabamento antes de ser entregue. Existem os mais simples e conhecidos, como a envernização e a laminação, e outros mais sofisticados – como o hot stamping e o alto ou baixo relevo. Seja como for, o objetivo é diferenciar o material e/ou dar ênfase a algum ponto específico dele. Deixá-lo mais bonito e elegante é a consequência final.

Para tirar todas as dúvidas e ajudá-lo a escolher sempre o acabamento mais adequado para o que você procura, preparamos esse guia sobre cada um dos principais. Confira.

Verniz

O verniz é usado para melhorar a aparência do impresso e dar mais brilho a ele. Naturalmente, o tratamento deixa o material mais brilhoso, elegante e sofisticado. A envernização também realça as cores e traz maior credibilidade – pois não fica parecendo um trabalho amador ou feito sem cuidado.

O uso de envernização ocorre mais em cartões de visita, mas também pode ser usado com sucesso em flyers ou panfletos. Outro detalhe importante: a aplicação do verniz pode ser feita em toda a área ou apenas em um pedaço específico, valorizando essa parte que foi envernizada em relação ao resto.

Laminação

A laminação é outro acabamento que dá ao impresso sutil efeito fosco de refinamento, mas com mais sobriedade que um material brilhoso.  A aplicação é feita pela gráfica com aplicação de calor, dando uma aparência de elegância crua ao flyer ou panfleto. É ideal também para cartões de visita.

O tratamento com laminação ainda deixa o impresso mais forte e resistente. No entanto, não é qualquer tipo de papel que pode receber esse acabamento, então não deixe de entrar em contato com o profissional que vai imprimir seu material para ter certeza que o resultado sairá como desejado.

Relevo

Ainda no grupo de boas soluções de acabamento para sofisticar a sua campanha de marketing com impressos está o relevo. A aplicação de alto ou baixo relevo no material definitivamente apresenta um diferencial ao olhar do público, mostrando ao menos que o empresário investiu para fazer algo atraente e de boa apresentação. Apesar de ser elegante, é discreto e ideal para passar uma imagem de sobriedade.

O relevo pode ser aplicado em papeis com gramatura acima de 180 gramas. Embora seja mais encontrado em cartões de visita, também pode ser usado no seu flyer ou panfleto, contanto que com moderação e uma ideia bem pensada – para destacar determinado ponto ou informação do impresso.

Hot stamping

O hot stamping é aquele efeito metal que uma imagem ou fonte pode receber no impresso – muito comum em cadernos, por exemplo. A camada metalizada é fixada no material através da pressão em uma fita, derretendo o pedaço escolhido para aplicação e deixando ali a aparência diferente.

Não costuma ser aplicado em todo o impresso, justamente por ser bastante ousado e chamativo – sendo mais indicado para apenas algumas partes que se pretende destacar. Se feito da maneira correta, o hot stamping também pode dar uma sensação de elegância, mas cuidado: o excesso traz a imagem contrária, podendo ficar brega aos olhos do leitor.

***
Escolher o acabamento para impressos ideal em seu flyer ou panfleto pode ser uma decisão difícil. Pense bem no que deseja comunicar e atente para não ter excesso de informação no material – com cores, imagens e acabamentos “brigando por atenção”.

Após definir o que quer, chega a hora de pensar em onde vai imprimir. A MediaTall entrega em até 24 horas para você e contribui com todas as dicas que precisar para ter o resultado que espera. Venha nos conhecer!