Publicado em

Você sabe o que é o papel couché?

Um dos tipos de papel mais usado para impressões gráficas de materiais promocionais, o papel couché ainda levanta dúvidas na cabeça de muita gente que está começando no assunto. E a sua primeira definição é bastante simples de fazer: couché é um verbo no particípio passado que vem do francês, e significa ‘aplicar uma camada’, em tradução livre para o nosso idioma. Mas como isso se traduz na prática na hora de imprimir?

O que é o couché

O papel couché é um papel comum usado como base, como o offset de impressões normais, que ganha o revestimento de uma camada de compostos aditivos – os principais são o carbono de cálcio, o látex e o caulim (minério muito comum no Brasil), mas existem outros na mistura aplicada. Tudo com o objetivo de proteger o material e tornar o papel mais resistente e liso. Assim, a durabilidade do impresso aumenta bastante em relação a outros tipos de folha, pois absorve menos tinta. Com mais qualidade, é mais indicado para exibir melhor pequenos detalhes.

Outro resultado que o papel couché oferece é a sofisticação. Ele parece naturalmente mais elegante que papeis comuns, e por isso mesmo acaba sendo muito escolhido pela clientela na hora de produzir um panfleto, banner ou folder: é mais vistoso, e com bom custo-benefício para qualquer campanha de marketing (apenas um pouco mais caro que os offset comuns). Revistas e livros também costumam usar o couché para reproduzir melhor as letras e imagens.

Esses todos, em geral, são o chamado couché L2, já que o revestimento é feito de ambos os lados da folha. Já o couché L1, em que apenas um lado é revestido, é mais usado para embalagens e rótulos – além de outros materiais impressos em que apenas a parte da frente fica exibida ao público. Afora esses dois tipos, ambos brilhantes, ainda existe o couché L2 matte, em que é aplicada uma camada especial com o objetivo de trazer efeito fosco ao impresso.

Outros detalhes

Geralmente, a gramatura para o papel couché varia entre 90 e 300 g/m². Quanto menor, mais fino é o material, e a escolha depende do uso. As gramaturas mais pesadas costumam ser escolhidas para cartões de visita, convites e outros impressos que precisam ser mais resistentes. Já os folhetos e outros impressos promocionais, por serem feitos em maior escala para campanhas, usam gramaturas mais leves – não precisam durar tanto, apenas o suficiente para transmitir uma mensagem temporária ao público.

Com suas folhas mais lisas e brilhantes e as cores mais vivas, o couché realmente é a melhor escolha para uso no marketing. Fica mais fácil de captar a atenção de quem recebe o material na rua e mostra-se mais preocupação com a qualidade quando não se usa um simples papel offset.

Para finalizar a campanha, saber escolher a gráfica para a impressão também faz toda a diferença. É essencial trabalhar com uma empresa de confiança, que vá ajudá-lo em todas as etapas e garantir a melhor qualidade no resultado final.

Venha conhecer a MediaTall, a gráfica que entre o seu material em papel couché em até 24 horas!

Publicado em

A diferença entre banner, faixa e lona

Uma campanha de marketing com impressos pode fazer excelente uso de materiais promocionais grandes, que chamem rapidamente a atenção do público transeunte por um local de grande movimento. É a estratégia usada por muitas marcas, sejam para se afirmarem na lembrança das pessoas ou para divulgar um produto ou serviço de maneira eficaz e atingindo bastante alcance em uma só tacada.

Para efetuar uma campanha do tipo, o uso de banners, faixas ou lonas costuma ser a melhor opção. E por serem bastante parecidos, ainda tem muita gente que acredita que os três são sinônimos para a mesma coisa. Mas não é verdade: cada um tem sua função diferente e podem servir a diversos propósitos para  a divulgação do que precisa. E é sempre importante entender a distinção entre eles para tirar o máximo da sua estratégia e ter sucesso na comunicação.

Então conheça as especificidades do banner, da faixa e da lona:

Banner

Um banner costuma ter formato retangular vertical, sendo muito usados para pendurar em paredes, postes ou tetos – ou ainda para exibição em pontos de venda apoiados em “cavaletes”. Em geral, banners possuem acabamentos em madeira arredondada, cordão de nylon e ponteira de plástico ou ilhós e o conteúdo é impresso em lona. O tamanho é variável, podendo ir desde os pequenos em 40 x 60 cm até os maiores em cerca de 150 x 300 cm.

Faixa

A principal diferença de uma faixa para um banner é o formato. Se o banner é retangular vertical, a faixa costuma vir apresentada como um retângulo horizontal – costuma ser muito vista em divulgação de eventos penduradas em postes, por exemplo. Faixas possuem os mesmos acabamentos dos banners na maioria das vezes: madeira, plástico e nylon. No entanto, o custo de produção é menor e por isso são tão procuradas.

Lona

Lonas são usadas com letreiros luminosos, garantindo um maior destaque para o público que passa no local. Existem três tipos: a backlight, a frontlight e a canvas. A lona backlight é produzida digitalmente e protegida por estrutura de metal. A iluminação vem de dentro da parte metálica, como visto muitas vezes em pontos de ônibus.

Já a lona frontlight é presa, em geral de forma horizontal, em metais – a iluminação acaba sendo externa, com refletores, sendo mais usadas em outdoors. Por fim, a lona canvas é mais artísticas, com algodão resignado e acabamento em acrílico. Por ser mais decorativa, tem grande procura como fixação de marca e aplicação em escritórios, por exemplo.

***

Seja qual for a sua escolha, pode ter certeza que vai conseguir um bom alcance de maneira rápida para divulgar o que deseja. Mas tão importante quanto o material adequado –  banner, faixa ou lona –  para os seus objetivos é a escolha da gráfica ideal para a impressão.

Venha conhecer a MediaTall, a gráfica que entrega em até 24 horas para você!

Publicado em

Guia Completo: como fazer um Banner ou Cartaz no Photoshop

Apostar em um banner ou cartaz em sua campanha de marketing pode ser uma ótima forma de divulgação de marca. Quando bem posicionado, idealmente em locais de grande circulação de pessoas, esse tipo de material costuma chamar a atenção do transeunte, cumprindo bem o objetivo de captar o olhar e transmitir a informação desejada.

Por ser costumeiramente visto à distância, banners e cartazes são mais usados como reforço de marca do que como meio de apresentar produtos em campanhas de marketing. Mas não por isso deixam de poder ser feitos para comunicar promoções, por exemplo.

É verdade que muitas empresas preferem recorrer à contratação de profissionais para elaborar o design e a arte do banner/cartaz. Mas, como nem todos possuem orçamento para isso, é sempre possível fazer por conta própria um bom material. Aprenda a fazer o seu próprio banner ou cartaz no Photoshop! Siga o passo-a-passo.

Criando o seu próprio banner ou cartaz no Photoshop

Claro que, antes de tudo, você vai definir toda a estratégia de marketing para aquela campanha. Entre outras coisas, identidade visual é o que mais importa aqui – já que vai determinar padrões de cores, fontes, imagens, etc. Em caso de campanha institucional de marca, é sempre bom encontrar uma imagem adequada e combiná-la com uma mensagem curta e poderosa. Além, naturalmente, de informações sobre a empresa.

O banner/cartaz costuma ter um tamanho considerável, justamente para poder ser visto adequadamente de longe. Por isso, é bom prestar atenção nas proporções, destacando bem a mensagem e também o nome e logo da marca. Mas também é preciso ter atenção com outras especificações na hora de criar a própria arte.

Tamanho

O banner pode ter desde dimensões menores como 40 cm de largura x 60 cm de altura como ser bem maior, na casa dos 250 x 250 cm. Os cartazes já ficam na média de 30 x 42 cm, mas tudo depende dos seus objetivos com essas peças, da quantidade de informação que deseja passar e do local onde vai serão afixados. Preste atenção nesses detalhes ao definir o tamanho final.

Tipo de papel

Banners costumam ser impressos em lona, enquanto cartazes usam papel couché brilho de 115 ou 150 gramas – quanto maior esse número, mais “pesado” é o material e mais resistente ele se torna. O papel couché é revestido com dupla camada e brilho acetinado em ambos os lados. A textura é lisa e ele fica mais resistente, com imagens destacadas e cores bem vivas.

Cores

As cores precisam ser alvo de bastante atenção na hora de criar o próprio banner/cartaz no Photoshop. Lembre-se que o padrão para impressões é o sistema CMYK – baseado em ciano, magenta, amarelo e preto. Usando ele você garante que o resultado no papel será o mais parecido possível com o que está vendo no computador – os programas de edição de imagens costumam usar o sistema RGB (vermelho, verde e azul), que é adequado apenas para visualização em telas. Então lembre de alterar o padrão de cores para CMYK ao iniciar o projeto.

Acabamento

Margens e sangria podem ser colocadas diretamente no Photoshop. Outros tipos de acabamento precisam ser notificados à gráfica e marcados no design do material na hora da edição.

Passo a passo no Photoshop

  1. Ao abrir o Photoshop, vá ao menu ‘Arquivo’ e clique em ‘Novo’ para iniciar o seu novo projeto. Na caixa que se abre é possível escolher o tamanho que deseja: troque a opção ‘pixels’ por centímetros e determine as dimensões de acordo com o que deseja para o banner/cartaz (algo como 60 cm de altura por 40 cm de largura ou 250×250, como desejar, por exemplo). Em ‘resolução’, coloque em 300 pixels/polegadas para assegurar alta qualidade no resultado final. Ainda na mesma caixa, altere o modo de cores para CMYK para garantir a qualidade quando o material na impressão.
  2. Após clicar em ‘Ok’, você verá uma tela branca no tamanho que foi definido para o seu material – ela deve ser um retângulo vertical. É a partir de agora que você define o aspecto visual do banner ou cartaz. Caso deseje alterar a cor de fundo da imagem, escolha o novo tom com a ferramenta ‘balde de tinta’ para colorir o fundo. O primeiro passo deve ser a inserção das margens. Isso pode ser feito a partir do menu ‘Visualizar’, em ‘Réguas’. Pode escolher um número como 3 a 5 mm.
  3. O passo seguinte deve ser a inserção da imagem escolhida – retratando algo relevante e adequado à marca. Para isso, vá em ‘Arquivo’ e clique em ‘colocar incorporados’ ou ‘inserir’ – depende da versão do software que usar. Então basta selecionar a imagem desejada (que você precisa já ter no computador). O ideal é que esteja em alta qualidade, fazendo com que ela entre “grande” no projeto. Caso seja preciso adequá-la ao tamanho desejado dentro do projeto do banner, é possivel fazer sem distorcê-la com a ferramenta mover no menu lateral da esquerda segurando a tecla shift – e diminuir com o mouse através de uma das quinas. Aí é só centralizar ou posicionar de acordo com o layout desejado.  Aqui também pode se fazer uso de uma imagem de fundo que cubra tudo, para apenas colocar textos por cima.
  4. Com a ferramenta de texto (o T grande) no menu esquerdo, você pode definir o que vai ser escrito no material. Antes, escolha a fonte a ser usada (saiba mais sobre isso clicando aqui), seu tamanho (no caso do banner é ideal que seja uma dimensão maior para poder ser lida a distância) e sua cor. E o que vai ser escrito depende: pode ser a informação sobre o que está ofertando ou, em caso de campanha institucional, apenas o nome da empresa e um slogan que desperte o interesse do transeunte ao ver o banner/cartaz.
  5. Vale lembrar que banners e cartazes costumam ter apenas um lado. Caso prefira um material com dois lados, para construir o verso siga o mesmo procedimento do começo: Arquivo > Novo, mantendo as mesmas configurações. Você pode seguir os mesmos passos de antes, inserindo as imagens e textos que desejar. Para finalizar, vá em ‘Arquivo’ e ‘Salvar como’ para salvar a imagem – pode dar a ela o nome que quiser. Salve no formato JPEG, o mais usado nesse caso.
  6. Baixe nosso ebook Guia Prático para Fechamento de Arquivo para aprender direitinho e passo a passo a fechar seu arquivo antes de enviar para a gráfica!
  7. Agora que está tudo pronto, basta encaminhar ambos os arquivos finais fechados para a gráfica.

capaebookfechamento

Nunca se esqueça!

É claro que a gráfica escolhida para imprimir seu banner ou cartaz faz toda a diferença na qualidade final do material. Tenha sempre uma gráfica de confiança, já que não apenas assegura que sua campanha sairá como você imaginou como também pode ajudá-lo com dicas para que tudo dê certo.

Aproveite e venha conhecer a melhor a MediaTall: acesse www.mediatall.com.br e saiba tudo sobre a gráfica que imprime em até 24 horas para você!

banner-mediatall

Publicado em

Impressos fundamentais que toda loja deve ter no Natal e Ano Novo

Já passamos do Dia das Crianças, o que significa que a próxima grande data para o comércio já é o Natal! Além de todos ficarem mais felizes com a proximidade da comemoração, não dá para deixar de notar que o período significa aumento de vendas para qualquer lojista, não é?

Por isso mesmo, é preciso ficar muito atento ao que vai ser feito nas campanhas de marketing para atrair mais clientela durante todo o mês de dezembro. Realizar uma divulgação adequada de seus produtos e ofertas faz toda a diferença para se destacar em meio a tanta concorrência no mercado atual.

Para isso, os materiais impressos são fundamentais. Então saiba quais são os impressos imperdíveis para a sua loja para o período de Natal e Ano Novo!

Panfletos

O material mais versátil também é o carro-chefe da maioria das campanhas de marketing que utilizam impressos. No panfleto você tem espaço para colocar um ou mais produtos, ou ainda destacar suas principais promoções visando o período natalino. Também é possível fazer um conteúdo mais institucional, destacando qualidades ou histórias da loja e convidando o cliente a conhecer melhor. Não esqueça de colocar todas as informações relativas ao negócio, como endereço da loja, site, email e redes sociais.

Flyers

Os flyers possuem tamanho menor, mas se espalham mais rápido. Daí o nome em inglês, algo como ‘voador’. Destaque rapidamente um produto ou oferta especial mais atrativa e é só aguardar os resultados. Naturalmente, assim como o panfleto, é necessário escolher um bom ponto de distribuição, de preferência em locais próximos à loja com grande circulação de pessoas.

Banners

Outro impresso sempre interessante é o banner. Como é maior, pode ser afixado em locais públicos – também, sempre, de grande movimentação de transeuntes – com uma mensagem e uma imagem chamativos para atrair o olhar do público. Os banners também são ideais para divulgação de marca em vez de produtos.

Por estarem distantes do leitor, não são tão adequados para apresentar itens para venda. Por isso, vale mais a pena usá-los para campanha institucional, gerando reconhecimento de marca na cabeça dos clientes em potencial.

banner-mediatallCartões

E claro que não pode faltar o cartão de Natal! Um dos itens mais procurados durante a época é essencial para qualquer loja – e seja para vender aos clientes quanto para disponibilizar como brinde após a compra. Aposte em cartões com mensagens diversas de espírito natalino, mas não deixe faltar!

Calendários

Outro impresso bastante interessante para oferecer em sua loja. E, assim como os cartões de Natal, tanto podem ser colocados à venda como podem ser dados como brinde após uma compra. Com o fim do ano se aproximando, muita gente busca um calendário de 2017 para deixar em casa ou no escritório. Então vale a pena investir e encomendar alguns em dezembro.

***
Ainda dá para investir em outros materiais impressos com bons resultados para o Natal e o Ano Novo. Principalmente alguns que servem como brindes temáticos, como adesivos, marcadores de página ou vales-presente. De qualquer forma, já é hora de traçar sua estratégia de marketing para o fim de ano.

E não pense que está em cima da hora para encomendar o que deseja: a MediaTall imprime em até 24 horas para você! Venha nos conhecer melhor acessando www.mediatall.com.br!

Publicado em

Fontes: por que elas são fundamentais para o sucesso de qualquer material impresso

O processo de planejamento da arte para uma campanha com materiais impressos passa por algumas etapas. Começa com o briefing das intenções do cliente, segue pela escolha da identidade visual mais adequada e, a partir daí, deriva para elementos de cor e imagens. O que muita gente esquece às vezes é que a escolha das fontes é passo fundamental nesse caminho.

A tipografia pode fazer toda a diferença no resultado final do seu material impresso.

Cada família de fonte indica certas características – e saber escolher é determinante para o sucesso da campanha. Enquanto umas passam a impressão de algo mais informal, outras são mais sérias. E isso se aplica diretamente na imagem que a empresa deseja passar com aquele meio de comunicação.

Por que as fontes são tão importantes?

Para quem trabalha no meio, não há dúvida que a tipografia é um dos elementos mais importantes do design. Não é difícil encontrar quem acredite que cores e imagens são prioridade, erroneamente dando menos atenção do que o necessário para a escolha da fonte ideal para aquela arte.

Saber escolher a família tipográfica e, posteriormente, a fonte ideal para o trabalho em questão é fundamental para determinar o conceito que a marca deseja passar com aquele material impresso. Não adianta querer fazer de qualquer jeito e selecionar uma qualquer: a única imagem que se passa é a de desleixo.

Quais as diferenças entre fontes?

As fontes serifadas, como diz o nome, possuem serifas: aquela espécie de traço que fica acima e abaixo da letra. O uso de uma fonte do tipo é ideal para quem deseja chamar atenção para o texto, já que elas guiam a leitura dos olhos através das serifas. Porém, são melhores para textos grandes.

Quando a intenção é destacar um título ou chamado – como é o caso da maioria dos impressos para campanha de marketing – geralmente é costume recorrer a tipografias sem serifa. Tudo porque elas parecem mais organizadas e deixam a diagramação mais limpa, facilitando e tornando a leitura mais agradável.

Já as famílias tipográficas representam um conjunto de fontes que possuem características semelhantes. Entre as com serifa, podem ser consideradas as principais:

  • Humanistas: parecem escritas à mão no estilo clássico, como a Garamond;
  • Transicionais: são mais agudas, com serifas finas e inclinadas, como a Caslon;
  • Modernas: mais retas, espessas e altas, como a Bodoni;
  • Mecânicas: mais retangulares, muito usadas em propagandas, como a Clarendon.

Já do lado das sem serifa, existem algumas famílias mais tradicionais:

  • Geométrico: usam formas geométricas, como a Futura;
  • Humanistas: também têm leve aparência de escrita à mão, como a Frutiger;
  • Grotesco: veio das mecânicas, mas sem serifa, como a Vectora;
  • Gothic: a espessura varia, originária da família Grotesca, como a Franklin Gothic;
  • Neo Grotesco: outra variante da Grotesca, como a famosa Helvetica.

Por fim, ainda existem outras possibilidades, como as cursivas, fantasias, góticas e históricas. E para escolher a tipografia ideal para a sua campanha, é preciso atentar a alguns detalhes.

bannerclientes

Como escolher a fonte ideal?

A legibilidade é um dos fatores principais. Existem fontes que ficam bem ‘sozinhas’, mas para textos maiores tornam a leitura difícil e cansativa. E ninguém deseja isso na hora de criar um material impresso. Aqui o mais importante torna-se escolher uma tipografia de leitura agradável, que pode até incluir serifa a depender do caso.

Já se o panorama visual geral da arte em questão for mais importante que o texto escrito em si, a facilidade em ler a fonte perde um pouco da importância. Nesse caso, dá-se prioridade a fontes mais estilosas como as cursivas sem serifa. Também é interessante diferenciar o título do texto: o primeiro com uma fonte adequada e o segunda com outra.

***
Entender a importância das fontes já é o primeiro passo para nunca mais errar na escolha nas próximas campanhas de marketing que colocar em ação. Também é sempre essencial saber escolher a gráfica onde vai imprimir os materiais impressos, já que a garantia de qualidade faz toda a diferença na hora do resultado final.

Acesse www.mediatall.com.br e conheça melhor a gráfica que entrega exatamente o que você espera e em até 24 horas!

banner-frete

Publicado em

Siga esta receita para ter um Banner ou um Cartaz arrasador na sua campanha!

O desenvolvimento tecnológico mudou a maneira como os negócios atuam. E ainda fez muita gente pensar que o marketing digital seria único e o marketing de impressos estaria morrendo em breve. No entanto, as campanhas com impressos estão longe de acabar, principalmente utilizando banner e cartaz, e são contrárias às expectativas, continuando a crescer e evoluindo junto com a tecnologia, integrando ações digital+impressos, como vimos anteriormente neste outro post.

Para certos tipos de divulgação, os materiais impressos ainda são uma das melhores opções no mercado, com resultados satisfatórios e excelente custo-benefício. Entre eles, nosso destaque aqui vai para o banner e para o cartaz. Uma campanha de marketing com banner ou cartaz pode ser a alternativa ideal para divulgar seu novo produto ou evento, garantindo boa visibilidade e colocando sua marca na cabeça do público.

Seguindo algumas dicas simples, é possível maximizar os resultados de sua campanha com banners e cartazes. Confira abaixo a receita perfeita para ter os melhores resultados e divulgar sua marca efetivamente.

Tipos de campanha ideais

Na prática, qualquer campanha de marketing pode fazer bom uso do banner ou cartaz como meio de divulgação. Alguns tipos de nicho, porém, certamente devem pensar seriamente nesse tipo de impresso – por ser o ideal para eles.

E quais são esses momentos ideais para usar o banner ou o cartaz?

  1. Divulgação de eventos: como o público, nesse caso, é bastante amplo, divulgar o evento através de um banner ou cartaz em local de grande circulação de pessoas tem tudo para chamar a atenção necessária para fazê-lo ser lembrado.
  2. Lançamento de produtos ou serviços: a novidade precisa ser exposta em um material grande e chamativo e para o maior número possível de pessoas – então, nada melhor que o banner.

A localização

Definir onde o banner será afixado é parte fundamental do planejamento da campanha. A regra número 1 é ser um local de grande circulação de pessoas, assegurando a maior visibilidade e alcance possíveis para sua mensagem. Mas, também vale a pena escolher um lugar em que o público seja adequado para o seu nicho de mercado. Se o que você está divulgando é voltado para adolescentes, perto de escolas pode ser o ideal, por exemplo. Conhecer seu público-alvo é sempre determinante para o sucesso de qualquer campanha.

Atente para o design

Como o objetivo do banner é ser um material grande exposto para um público transeunte e variado, é importante que as imagens, cores e slogan/mensagem principal se destaquem na hora de produzi-lo. A imagem é a primeira coisa a chamar a atenção da pessoa que vê-lo passando pelo local. Por outro lado, ela não pode interferir na leitura da mensagem que será passada. O conteúdo, aliás, precisa ser curto e direto, de preferência com um slogan que também chame o leitor para o que quer ser comunicado. Já as cores devem ser pensadas de acordo com a identidade visual da marca e com o tema do cartaz.

Menos é mais

Como já dito, informação demais atrapalha a leitura do público que passar pelo banner. Por isso, é importante pensar em um layout limpo e agradável, para não haver nenhuma poluição visual. A disposição dos elementos no design do material é para se pensar com muito carinho e deixar bem clara a mensagem que deseja passar. Tudo para valorizar a imagem e o título escolhidos na sua divulgação, deixando o cartaz o mais atrativo possível para os olhos de quem passa.

A impressão

Por fim, mas não menos importante, a qualidade da impressão de seu banner ou cartaz faz toda a diferença no resultado da campanha de marketing. Não esqueça de escolher bem a gráfica onde vai imprimi-los, garantindo que receba o maior cuidado e que tudo saia como planejado.

Para maiores informações e também para melhor impressão, acesse www.mediatall.com.br e conheça a gráfica que imprime em até 24 horas para você!

Publicado em

A importância do Marketing para as Escolas

Nesta época de grande concorrência e exposição de marca, as escolas, além de oferecer diferencias, também precisam atrair novos alunos. No entanto, dificilmente ela conseguirá cumprir essa tarefa sem algum tipo de divulgação. É neste sentido que algumas instituições de ensino desenvolvem um modelo de negócio bastante interessante trabalhando com materiais impressos.

O material impresso ainda é relevante nas estratégias de marketing e tem a facilidade de serem distribuídos em qualquer lugar. Cartões de visita, panfletos, banners e flyers são imprescindíveis para a apresentação de uma instituição, quer ela seja de ensino superior, idiomas, pré-escola ou outra categoria. Usar de boas estratégias de marketing com a utilização de materiais impressos é eficiente se você seguir alguns padrões. Veja algumas dicas.

Uso de materiais impressos nas escolas

A atual cobrança da sociedade por informação é o que vem motivando o aumento dos investimentos na área. Em um mundo altamente conectado, quando qualquer blog ou twitter pode ser considerado veículo de mídia e de transmissão de informações, a divulgação impressa pode ser uma ferramenta estratégica.

Muitas escolas confundem marketing com propaganda e não conseguem enxergar as diversas ferramentas que esse conceito abrange. Um plano de marketing bem definido ajuda a escola a conhecer o mercado que pretende atuar e também definir as melhores estratégias para atingir os clientes.

O plano de marketing deixou de servir apenas às grandes empresas para ser cada vez mais usada pelas escolas como estratégia de impulsionamento do negócio, planejando ações de relacionamento e formas de comunicação imediatas e eficientes para atingir  o público desejado.

Entre as características mais importantes dos materiais impressos está a abrangência, que permite que instantaneamente seus conteúdos estejam, de forma planejada, em contato com diversos públicos. Além disso, é possível deixar clara sua mensagem e multiplicar leitores.

Na hora de elaborar um plano de marketing, a escola deve preservar um dos seus valores mais importantes que é a formação do ser humano, bem como a construção do futuro. Muitas escolas, ao pensarem em suas estratégias, produzem um material com conteúdo inadequado, que não é capaz de convencer as pessoas a optarem pela instituição.

 

Mensagem adequada

  • A escola precisa definir que tipo de imagem deseja passar ao cliente – e que este seja condizente com suas ações;
  • Adaptar a mensagem ao público-alvo – dependendo da categoria da escola;
  • O texto precisa ser claro e objetivo – para o leitor compreender a mensagem na primeira visualização;
  • O material deve conter apenas o necessário para transmitir os objetivos da instituição;
  • É importante ter fotos e ilustrações, que facilitam a leitura e complementam a mensagem;
  • A distribuição deve ser feita de maneira direcionada e pontual, nunca esquecendo de analisar o retorno sobre o investimento.

O trabalho de marketing, sobretudo por meio de flyers, banner ou panfletos, se bem coordenado, tem a função de aumentar a visibilidade da escola para que ela possa atrair novos alunos e se tornar referência local.

Já possui material da sua instituição? Conte-nos aqui.

Publicado em

Melhores formas de Divulgar seu Evento

Um evento de sucesso é definido pela quantidade de pessoas presentes. Afinal, de nada adianta desenvolver a estrutura perfeita ou programações de qualidade se o público-alvo não comparecer. Erros comuns acontecem na divulgação de eventos e é por isso que você deve aprender as maneiras corretas de divulgá-los.

Para atrair multidões para seu evento, a Smartalk  publicou um artigo muito interessante, que compartilho abaixo com vocês. 

Conheça as maneiras de divulgar evento

Antes de decidir qual maneira de divulgar evento é a ideal, você precisa conhecer as opções mais efetivas. Veja abaixo:

• Revistas;
Panfletos;
Flyers;
• Catálogos;
• Jornais;
• Redes sociais;
• Blogs;
• Lading pages;
• Sites;
• E-mails;
• Visita/Palestra de divulgação.

Mas, qual mídia utilizar?

Para decidir corretamente entre divulgar seu evento online ou offline, bem como qual é a melhor opção de mídia, você deve levar em consideração 3 fatores: público-alvo, tipo de evento e ROI/custo. A união desses 3 elementos lhe trará as maneiras de divulgar evento perfeita.

Conheça o seu público-alvo

Onde o seu público está? As maneiras apropriadas de divulgar o seu evento dependem do público que a sua empresa deseja atingir.

Supondo que seu evento seja uma apresentação musical e o público-alvo esteja entre a faixa etária de 40 a 60 anos. Neste caso, o ideal seria apostar em mídias offline, principalmente anúncios na rádio, televisão e jornais, meios de comunicação comumente utilizados por pessoas desta faixa etária.

Contrario será se o público jovem. Observe este outro caso: o evento se trata de uma festa com DJ’s e banda sertaneja. Normalmente, o público-alvo está na faixa etária de 18 a 30 anos. Explorar as redes sociais e divulgar em blogs pode ser a opção mais barata e efetiva.

Percebeu a importância de conhecer o seu público-alvo? A mídia escolhida está diretamente ligada com as características da sua persona.

Lembre-se! É aconselhável divulgar em mídias distintas, mas cuidado para não investir em recursos financeiros com baixo ROI (retorno de investimento). Isso acontece quando você opta por canais de comunicação que o seu público-alvo não utiliza.

Tipo de evento

O tipo de evento influencia na maneira de divulgar. Por exemplo, em um desfile de moda a divulgação deverá ser moderna e impactar rapidamente o público. Neste caso, podemos excluir maneiras de divulgar seu evento como: jornais (tem pouco impacto), revistas (serão lidas por poucas pessoas e muitas vezes após a data do evento), catálogos (não se adéqua ao caso). Perceba que através do tipo de evento é possível excluir uma série de mídias. Além disso, dentre as opções que restarão, duas, talvez três, terão um bom impacto. Invista nelas.

Caso você opte por utilizar uma visita/palestra de divulgação do evento, foque em criar um bom roteiro de apresentação, a quantidade de conversões em participantes está diretamente ligada à apresentação.

Retorno sobre investimento (ROI)

O objetivo ao divulgar um evento é: atingir o público-alvo, gastar pouco e converter ao máximo em participantes, ficou evidente a importância do ROI, correto?

Um erro comum ao divulgar eventos é avaliar apenas o custo e não o retorno de investimento. Vamos a um exemplo prático:

Ao divulgar a apresentação de um novo filme no cinema 3D na cidade, com valor da entrada de R$ 20,00 reais, gastou-se R$ 5.000 reais e obteve-se um público de 400 pessoas. Veja os dados:

• Custo: R$ 5.000 reais;
• Atingiu 3 mil pessoas de baixo interesse;
• 400 pessoas participaram;
• Ganhos: R$ 8.000 reais;
• ROI: 60%;

Supondo que o custo acima tenha sido considerado baixo, avaliaremos outra situação:

• Custo: R$ 10.000 reais;
• Atingiu 3 mil pessoas interessadas;
• 2 mil pessoas participaram;
• Ganhos:
• Ganhos: R$ 40.000 reais;
• ROI: 300%;

Fórmula do ROI: Lucratividade – Investimento / Investimento

Na segunda campanha de divulgação, em um primeiro momento, aparentou ser menos vantajosa e custosa, contudo, pelo fato de atingir o público certo, teve-se um ROI maior e, consequentemente, lucratividade.

Por isso, ao invés de avaliar custos/investimento, esteja sempre atento ao retorno sobre o investimento. Este é o erro mais comum cometido, observar os custos ao invés do retorno.

Siga dicas para tornar a sua divulgação um sucesso

Para a sua divulgação ser um sucesso, reservamos ainda dicas especiais que podem aumentar o engajamento das pessoas:

• Libere o wi-fi no evento e instigue as pessoas a postarem os melhores momentos;
• Faça parceria com empresas na localidade para divulgação;
• Envie e-mails agradecendo a presença dos participantes (lembre-se de pegar os e-mails, uma lista de e-mails vale ouro);
• Crie uma página do evento e crie expectativa para a próxima edição.

Por fim, uma última dica: faça a divulgação pós-evento, isto aumentará a credibilidade e consolidará a sua marca.

Publicado em

Inspiração Dia dos Pais

Dia dos Pais chegando e muitos ainda estão imprimindo seus materiais publicitários. Para aqueles que irão aproveitar as duas semanas antes da data, seguem algumas ideias para divulgar seu produto ou serviço, sua empresa ou fazer uma singela homenagem.

1. Banner Armação Propaganda para o Shopping Via Direta

 

2. Folder Di Hoffmann

3. Folder Grupo Top Internacional

 

4. Flyer Sophie&Theo’s Cupcakes

5. Cartão do Shopping Diamond Mall

6. Panfleto de Homenagem da Central Bela Vista

7. Panfleto de Homenagem Hennings

8. Catálogo Diani por Doss Propaganda

9. Panfleto Du Surf

10. Panfleto e Cartaz Girofest

11. Cartaz Homenagem Imaginário Propaganda

12.Panfleto Nicobaldo

13. Flyer Homenagem Previ

14. Panfleto Spa&Cia

15. Flyer Homenagem Slaviero